EMAIL

ouvidoria@santacasasaudecg.com.br

DISQUE ANS

0800 7019656

Unidade de Trauma deve iniciar funcionamento no começo de setembro

10 Ago

Unidade de Trauma deve iniciar funcionamento no começo de setembro

Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira, dia 10, na Santa Casa de Campo Grande, o comitê de acompanhamento da obra da Unidade de Trauma da Santa Casa aprovou o início do funcionamento da nova unidade para o começo de setembro, conforme solicitado pelo presidente da Santa Casa, Dr. Esacheu Nascimento para o quanto antes. Estavam presentes na reunião representantes do Hospital, do Ministério Público Federal, do Ministério Público Estadual, e das Secretarias Estadual e Municipal de Saúde.

 

A decisão acatada por todos os entes presentes foi de que uma reunião ocorrerá no dia três (3) de setembro (segunda-feira) para averiguar a documentação de autorização de funcionamento emitida por órgãos como a Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e Anvisa. A partir desta, e estando tudo correto, os entes autorizam a migração paulatina dos pacientes da traumatologia para o novo prédio, até que se conclua a pactuação do custeio definitivo da Unidade.

 

Segundo o gerente de infraestrutura da Santa Casa, engenheiro Jairo Ribeiro, de todas as licenças necessárias para garantir a segurança dos pacientes, apenas a do Corpo de Bombeiros ainda não foi expedida, mas já se encontra em andamento adiantado e deve sair nos próximos dias. “Nosso pessoal está reunido neste momento com representantes da Corporação e, como todas as normas foram cumpridas, deve sair muito rápido”, afirmou o engenheiro.

 

Financiamento

O aumento nas despesas acarretado pela transferência dos pacientes e ampliação do serviço deverá ser bancado pela parcela única prometida pelo então ministro da saúde, Ricardo Barros e ratificada pelo ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, Carlos Marun, no último dia 3. Para que o repasse desta ocorra, o secretário estadual de saúde, Carlos Alberto Coimbra, sugeriu que todos os entes presentes entrem em contato com o Ministério da Saúde cobrando o repasse.

 

O representante do MPF, Dr. Danilo Elias Pereira, informou aos presentes que o procurador Dr. Marcos Nassar, está disposto a solicitar que a procuradoria-geral da República oficie ao atual ministro da saúde a fim de reforçar a solicitação do cumprimento do compromisso feito para financiamento inicial do serviço.

 

O município de Campo Grande manifestou-se de acordo com o pactuado por meio do secretário municipal de saúde, Dr. Marcelo Vilela, que afirmou já estar discutindo com os demais entes os termos do custeio da nova Unidade.

 

O representante do Ministério Público Estadual, Dr. Rodrigo Ribeiro Mota, pediu informação aos presentes sobre os pacientes que irão ser transferidos, a fim de saber se serão apenas os ortopédicos ou se todos os tipos de trauma. A diretora técnica da Santa Casa informou que, a princípio, irão os ortopédicos, que são a maioria, e depois os neurológicos e demais traumas.

 

Com a concordância de todos os presentes sobre a decisão, o presidente da Associação Beneficente Santa Casa de Campo Grande, Dr. Esacheu Nascimento, pediu o fechamento da ata da reunião para assinatura das partes e agradeceu o empenho de todos para a ativação da Unidade. “Obrigado a todos vocês pela disposição em nos ajudar a abrir a Unidade para atendimento à população e também pelo empenho de cada um nesta realização que é fruto da união do município, do estado, dos Ministérios Públicos e da Santa Casa em favor de uma grande causa”, disse. Antes de encerrar a reunião o presidente disponibilizou o uso da palavra aos presentes.

 

Estavam presentes o secretário estadual de saúde, Carlos Alberto Coimbra, o secretário municipal de saúde, Dr. Marcelo Vilela, o presidente da Associação Beneficente Santa Casa de Campo Grande, Dr. Esacheu Nascimento, o representante do Ministério Público Federal, Dr. Danilo Elias Pereira, o representante do Ministério Público Estadual, Rodrigo Ribeiro Mota, a vice-presidente da Associação Beneficente Santa Casa de Campo Grande, Gracita Barbosa, os membros da diretoria do Hospital, Alcides dos Santos, Arly Serra e Marcos Vilalba, os técnicos da Sesau, Antonio Lastória e Yama Higa, da SES, Denise de Oliveira, além de assessores e técnicos da Santa Casa de Campo Grande.