EMAIL

centraldevendas@santacasasaudecg.com.br

DISQUE ANS

0800 7019656

Fevereiro Roxo e Laranja

Leucemia

 A leucemia é um tipo de câncer maligno, causada por uma alteração genética adquirida que leva à divisão e morte celular na medula óssea, a origem pode ser desconhecida.

Os seus sintomas são fraqueza, perda de peso e febre, queda de produção dos glóbulos vermelhos (causando anemia), dos glóbulos brancos (causando infecções) e das plaquetas (causando hemorragias).

No Brasil, atualmente é o 9º câncer mais comum entre os homens e o 11º entre as mulheres.

LÚPUS

Os lúpus eritematoso sistêmico(LES) – É uma doença inflamatória e autoimune, ocorre quando o sistema imunológico ataca e destrói alguns tecidos saudáveis do corpo, (múltiplos órgãos e tecidos, como pele, articulações, rins, cérebro e outros, causando fadiga, febre e dor nas articulações).

Pesquisas indicam que a doença é resultado de uma combinação de fatores, como hormonais, infecciosos, genéticos e ambientais. Estimativas indicam que no Brasil, existem cerca de 65.000 pessoas com lúpus, sendo a maioria mulheres. Acredita-se assim que uma a cada 1.700 mulheres no Brasil tenha a doença. Os hormônios femininos são fatores de risco para o lúpus em mulheres entre 15 e 40 anos, que vai da primeira menstruação até a entrada na menopausa.

Fibromialgia

É uma síndrome reumatológica que causa múltiplos pontos de dor por todo o corpo, associada a outros sintomas, como fadiga, alterações do sono, distúrbios intestinais, depressão e ansiedade.

Acomete 2% da população mundial e é mais frequente em mulheres.

Esta síndrome não tem cura, mas o entendimento atual da doença, os medicamentos e a combinação de terapias, controlam os sintomas e restabelecem a qualidade de vida.

Alzheimer

Doença degenerativa que acomete pessoas com mais idade, entre 60 e 90 anos. Caracterizada por perda progressiva de funções cognitivas, associadas a alterações do comportamento e incapacidade funcional como memoria, linguagem, cálculo e comportamento, levando a pessoa a uma dependência para executar suas atividades cotidianas.

No Brasil estima-se que cerca de um milhão de pessoas sofram de Alzheimer.

Para o tratamento existem medicações que estabilizam a doença diminuindo a velocidade de perda funcional, podendo oferecer mais tempo de qualidade de vida.

Para prevenção é importante a atividade física apropriada para a idade, alimentação balanceada, controlar doenças crônicas tais como: Diabetes, hipertensão, dislipidemias, dentre outras; atividade intelectual e convivência interpessoal.